.posts recentes

. O REGRESSO.. NOUTRO SÍTIO

. Arquivos

. A Incerteza

. Mimos e Beijos

. 3 Anos

. Esclarecimentos

. Decisões...

. Lene

. Ter-te comigo

. Pequena frase

.arquivos

. Maio 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

Quinta-feira, 22 de Julho de 2004

A Chave

Uma das chaves para o coração de uma mulher é oferecer-lhe um presente inesperado num momento inesperado.

O meu presente inesperado foi um pacote de gomas, inesperadamente, quando te preparavas para fazer o exame oral de BC.

Se abriu ou não o teu coração, não faço ideia, mas definitivamente fez com que o meu aguardasse a tua visita. A porta dele há muito que tinha sido destrancada pelo teu encanto e graciosidade. À medida que a paixão cresce, a tortura da incerteza sufoca qualquer racionalidade, resumindo-se à questão: Será que ela gosta de mim?

A vida, nestes momentos, castiga-nos com a solidão, como se o mundo se afastasse de nós… Tudo se torna entediante, tudo o que me despertava a tua imagem se tornava em gumes de dúvidas na minha alma. Vivia como um depenado, angustiado pela sua sentença, embora a desconhecesse… Os filmes românticos, pessoas aos beijos, de mãos dadas, abraços, sorrisos… tudo me castigava, porque não te tinha.

As noites são longas e insuportáveis, porque no silêncio os meus pensamentos por ti me ensurdeciam. As lágrimas visitavam-me algumas vezes, talvez devido ao desespero de não saber.

Um dia, a chave serviu na porta do teu coração e deixou-me entrar…
publicado por Unpredictable às 02:13
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 20 de Julho de 2004

Amar

Talvez já o tenha dito muitas vezes, talvez tenha sido hoje a primeira, mas verdadeiramente, és a pessoa que mais admiro neste mundo. Admiro-te pela forma como encaras a vida, com as preocupações na medida certa, pela forma como pensas, como enfrentas os teus problemas, por nunca deixares de acreditar, especialmente em mim. E claro, pela forma como me amas incondicionalmente, em qualquer altura, e sempre sem pedir nada em troca. Adoro-te por tudo o que és, exactamente como és.

Amo-te
publicado por Unpredictable às 21:24
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 19 de Julho de 2004

Sonhar, uma aproximação científica

Quem nunca sonhou? Ninguém.

O sonho é uma função importante do nosso sistema nervoso. A sua principal função consiste em fazer a "manutenção" das sinapses do cérebro. Traduzindo para português corrente, é uma maneira de nova de associar situações que nos ocorreram com outras hipotéticas. Muitas pessoas revelam preocupações com sonhos que têm, na maioria das vezes estes nada significam.

Esta fase ocorre durante o sono REM (Rapid Eye Movement), na qual os olhos se movimentam lateralmente debaixo das nossas pálpebras e caracteriza-se por uma elevada actividade cerebral. Numa boa noite de sono, todos sonhamos, apesar de muitos não terem noção disso. Se por exemplo, numa noite dormirem pouco, na seguinte em que durmam mais, o sono REM compensa a noite anterior.

O sonho é possível devido às extensas áreas de associação cerebrais, estas áreas asseguram a comunicação de zonas específicas do cérebro e constituem cerca de 70% do volume cerebral. Esta é uma das importantes características que nos distinguem dos animais.

Portanto, hoje quando dormirem, desejo-vos um bom sono REM.

PS: Se quiserem saber mais digam alguma coisa. Se acharam este post uma seca, protestem!



publicado por Unpredictable às 22:23
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Como tudo começou... Parte II

alone.JPG

Como já disse num post anterior, a Uabet ficou na minha turma prática de A. Já não a via desde o dia das matrículas. Passaram-se mais de vinte longos dias, pensava nela todos os dias, confesso que me tentava convencer do mais provável: ela já não se lembra de mim. A aula estava a começar… e então olho para o corredor e … era a ELA. O meu coração lutou contra a minha caixa torácica para ir ao encontro deste ser que hoje amo.

As palavras fogem quando tento descrever que senti, a emoção arrebatou-me quando te sentaste na bancada na mesma bancada. Ainda hoje me lembro dos teus sorrisos, segui-os como se nunca tivesse visto alguém sorrir. Apaixonei-me totalmente por ti nessa aula e nunca mais fui o mesmo. Tu obrigaste-me a perder 19 anos de profunda timidez para te dizer algumas palavras.

Durante a noite imaginava maneiras de meter conversa contigo, o que não me deixava adormecer… o que contribuía pelos meus atrasos constantes para as aulas teóricas (só mais tarde soube que tu reparavas nisso…)! A paixão transforma-nos totalmente, a primeira coisa que fazia quando me sentava nas teóricas era tentar localizar-te, mesmo antes de tentar descortinar o tema da aula. Os óculos de sol a prenderem o teu cabelo escuro denunciavam-te imediatamente. Nessa altura era um espectador atento, adorava a maneira como sorrias, como ajeitavas o teu cabelo…

Só perguntava: Como?

(continua)
publicado por Unpredictable às 00:10
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sábado, 17 de Julho de 2004

Perdoas-me?

lovers-sea2.jpg

My love,

Ontem não estive nos meus melhores dias, as minhas justificações serão sempre inválidas porque te fiz sofrer de alguma forma.
Pelo dia de ontem te peço desculpa, apelo ao teu grande coração para que perdoe este humilde ser, cujo o único crime que o afronta é o de não te amar o suficiente.

Tu mereces tudo de mim, nunca te vou poder igualar no apoio que me deste neste último ano, na tua compreensão... Mesmo nos momentos em que me apetecia desistir de tudo, as tuas palavras destronaram as minhas dúvidas e incertezas... Os teus abraços fizeram-me sentir seguro...

Amo-te por tudo o que és e não pelo que acho que devias ser, não apenas por seres absolutamente deslumbrante, tremendamente inteligente, profundamente carinhosa... mas por teres alterado a minha vida, onde nada já não faz sentido sem ti.
publicado por Unpredictable às 10:49
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 16 de Julho de 2004

Um abraço

images1.jpg

Sempre achei que és a pessoa que melhor me conhece. Que rapidamente percebe se eu estou contente, se estou triste ou melancólica. Mas hoje devias estar distraido, perfiro pensar assim, a pensar que deixaste de me conhecer. Estou triste, estou muito triste, sinto-me melancólica, cabisbaixa, mal comigo mesma. Porquê? Não sei, é simplesmente algo que sinto e que tenho vindo a sentir. Hoje, mais do que nunca precisava de um abraço teu, de um beijo, de um carinho teu, de apenas 5 minutos do teu tempo. Não sei o que se passa comigo, mas tenho medo.
publicado por Unpredictable às 22:07
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Mar...

seashore.jpg

Sempre adorei o mar.
Desde pequeno que me fortaleço espiritualmente quando o vejo, quando o oiço e quando o sinto.
A sua imensidão revela a insignificância do homem. Sempre sonhei com uma pequena cabana no mar das Caraíbas. Mergulhar nas ondas preguiçosas, flutuar na água límpida e azul, descobrir os jardins aquáticos de algas e anémonas, perseguir os peixes com as suas cores tropicais. Adoro ir à praia cedo, sentir a areia molhada, a brisa marítima e especialmente o som das ondas com espuma.
Foi ele o meu confidente da minha paixão por ti nos primeiros tempos, quando de ti apenas conhecia o teu sorriso, os teus olhos...


publicado por Unpredictable às 16:22
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Casa de sonho

images.jpg

Espero que um dia possamos desfrutar desta vista da nossa própria casa!

Amo-te
publicado por Unpredictable às 02:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 15 de Julho de 2004

Amor, I love you

Deixa eu dizer que te amo
Deixa eu pensar em você
Isso me acalma
me acolhe a alma
Isso me ajuda a viver

Hoje contei pra as paredes
Coisas do meu coração
Passeei no tempo
Caminhei nas horas
Mais do que passo a paixão
É um espelho sem razão
Quer amor fique aqui

Meu peito agora dispara
Vivo em constante alegria
É o amor quem está aqui

És tu que estás aqui

Amo-te
publicado por Unpredictable às 18:26
link do post | comentar | favorito

O sorriso

O dia das inscrições na faculdade foi talvez um dos dias mais felizes para mim, tinha entrado para o curso que queria, para o qual eu tinha lutado tanto, mas principalmente porque foi nesse dia que te vi pela primeira vez. Quando cheguei à fila, onde tu já estavas, vinha despreocupada e feliz da vida quando reparei que um certo rapaz, de polo amarelo, calças beiges, de casaco e óculos de sol olhava insistentemente para trás. Pensei, não deve ser para mim de certeza, deve ser para alguém que estava atrás de mim. Olhei para trás, mas atrás não estava ninguém, só alguns rapazes. Bem, afinal deve ser para mim. Arrisquei um sorriso, mas tu, timidamente voltaste-te para a frente sem responder ao meu sorriso. Apesar de nunca ter dito, pensei algumas vezes quem seria aquele rapaz que estava a olhar para mim. Foi então, que numa bela tarde em que começamos as aulas práticas que eu te vi outra vez, pois fazias parte da minha turma. Foi um longo processo até começarmos a falar um com o outro e nos tornarmos amigos. Eu sempre achei nessas aulas que não devias gostar muito de mim, porque não falavas comigo, não me ligavas nenhuma. Até que começamos a ser amigos, e a ir estudar juntos, obviamente com mais alguém atrás, a ir passear, almoçar, ao cinema. E tudo começou. Eu sei que não foi fácil conquistar-me, que não foi fácil começar a namorar comigo, mas ainda bem que não desististe, porque desde que namoro contigo que sou a rapariga mais feliz do mundo.

Obrigado pela tua persistência

Amo-te muito
publicado por Unpredictable às 00:51
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2005

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds