.posts recentes

. O REGRESSO.. NOUTRO SÍTIO

. Arquivos

. A Incerteza

. Mimos e Beijos

. 3 Anos

. Esclarecimentos

. Decisões...

. Lene

. Ter-te comigo

. Pequena frase

.arquivos

. Maio 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

Terça-feira, 13 de Julho de 2004

Desaparecer...

Amor, só mesmo tu para me fazer sorrir com essa linda paisagem e descrição. Não aguento mais, quero desaparecer, sair daqui, que me deixem em paz. Ela não me larga, sempre a achar que tem razão e a dizer para pensar naquilo que disse, e pior foi fazer queixinhas e pô-lo contra mim. Como se tivesse sido eu que gritei tipo histérica pela casa toda, a chamar-me de tudo e mais alguma coisa, tudo porque disse aquilo que pensava, vivo numa autêntica ditadura. Estou tão farta, acho que estou atingir o meu limite, eu não a suporto mais, eu só quero que me deixem em paz, que me deixem viver a minha vida como me apetecer, que não tenha que ser tudo como eles querem. Ai amor, quando é que isto vai finalmente acabar? Por favor, sê o meu cavaleiro montado num cavalo branco e salva-me. Só me aptecece fugir, sair deste inferno e nunca mais voltar, talvez aí eles caissem do pedestal em que acham que estão e vissem o que me têm feito. Será que é problema meu, será que eu mereço isto? Como é que eu consigo concentrar-me para os meus exames se constantemente tenho que ouvir,"já pensaste naquilo que disseste e fizeste", "tens muito tempo para pensar", "o teu pai não tolera mais coisas destas". Sinto que vou sufocar a qualquer momento.

Amo-te
publicado por Unpredictable às 18:05
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2005

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds