.posts recentes

. O REGRESSO.. NOUTRO SÍTIO

. Arquivos

. A Incerteza

. Mimos e Beijos

. 3 Anos

. Esclarecimentos

. Decisões...

. Lene

. Ter-te comigo

. Pequena frase

.arquivos

. Maio 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

Quarta-feira, 22 de Setembro de 2004

Noite Amena

A noite avança, não consigo dormir.
Estou sozinho e com uma vontade imensa de te ligar. Mas tu deves estar a dormir traquilamente, com que estarás tu a sonhar?

Por momentos surge a revolta de não estares ao meu lado quando acordo, assim não te posso ver, nem ouvir a tua respiração, nem sequer sentir o calor da tua paixão. O primeiro pensamento, essa é para ti.

Noite amena que avanças para outro dia, avança depressa para ver a minha princesa.
publicado por Unpredictable às 03:26
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sexta-feira, 17 de Setembro de 2004

Onde te levaria comigo?

Até paisagens exóticas, vales sombrios, montes inacreditáveis ou porque não aos mares da Lua, aos vulcões de Marte, ao frio de Plutão!

Levar-te-ei onde for, porque tu fazes parte de mim.
publicado por Unpredictable às 16:11
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Ontem

Ontem, não te beijei, não te abracei sequer... Foi mais um daqueles dias em que o telefone nos junta apesar da distância. Nestes dias de dolorosa existência, não te vejo sorrir mas posso ouvi-lo, não te observo mas posso ver o teu amor por mim...

publicado por Unpredictable às 16:05
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 16 de Setembro de 2004

O Sol

15.jpg



Olá amor!

Apeteceu-me dizer-te mais uma vez o quanto és importante para mim, e relembrar-te que és o Sol que ilumina a minha vida, principalmente nesta altura, em que tudo parece uma noite sem lua.

Adoro-te
publicado por Unpredictable às 18:24
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 14 de Setembro de 2004

Se tu viesses ver-me

7.jpg





Se tu viesses ver-me hoje à tardinha,
A essa hora dos mágicos cansaços,
Quando a noite de manso se avizinha,
E me prendesses toda nos teus braços...

Quando me lembra: esse sabor que tinha
A tua boca... o eco dos teus passos...
O teu riso de fonte... os teus abraços...
Os teus beijos... a tua mão na minha...

Se tu viesses quando, linda e louca,
Traça as linhas dulcíssimas dum beijo
E é de seda vermelha e canta e ri

E é como um cravo ao sol a minha boca...
Quando os olhos se me cerram de desejo...
E os meus braços se estendem para ti...
publicado por Unpredictable às 23:37
link do post | comentar | favorito
|

Solidão


Apesar de estar rodeada de pessoas sinto-me só!
A solidão, a desilusão e a angústia preenchem o meu coração neste momento, queria me sentir feliz, mas a tristeza invade-me. Pergunto-me várias vezes porque é que tudo isto me está a contecer, porquê comigo? Não sei porquê, talvez a culpa seja minha, muito provavelmente será, não sei. Todos os dias a vontade de chorar compulsivamente surge várias vezes, mas tenho que me controlar, tenho que guardar tudo dentro de mim, e só para mim, não quero que em casa alguém perceba. Apenas tu sabes da minha tristeza, da vontade, que por vezes é tão forte, de querer desaparecer, ir para longe, simplesmente partir. Gostava de falar, mas o tempo que temos estado juntos tem sido tão pouco, gostava de ouvir os teus conselhos, de simplesmente estar abraçada a ti.

Por favor, não deixes de me vir ver.

Amo-te profundamente
publicado por Unpredictable às 22:08
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

A Difícil Dor

Se existe dor que me custa especialmente a suportar é testemuhar a tua tristeza. Prefiro eu estar triste do que tu, minha princesa sorridente.

O que torna estar dor mais difícil é não poder ajudar-te mais além destas parcas palavras... Pelo menos sabes que não estás sozinha...

Sempre ao teu lado.
publicado por Unpredictable às 09:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 11 de Setembro de 2004

Destino



Quem disse à estrela o caminho
Que ela há-de seguir no céu?
A fabricar o seu ninho
Como é que a ave aprendeu?
Quem diz à planta <
[Error: Irreparable invalid markup ('<floresce!>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]



Quem disse à estrela o caminho
Que ela há-de seguir no céu?
A fabricar o seu ninho
Como é que a ave aprendeu?
Quem diz à planta <<Floresce!>>
E ao mudo verme que tece
Sua mortalha de seda
Os fios quem lhos enreda?

Ensinou alguém à abelha
Que no prado anda a zumbir
Se à flor branca ou à vermelha
O seu mel há-de ir pedir?

Que eras tu meu ser, querido,
Teus olhos a minha vida,
Teu amor todo o meu bem...
Ai! não mo disse ninguém.
Como a abelha corre ao prado,
Como no céu gira a estrela,
Como a todo o ente o seu fado
Por instinto se revela,
Vim cumprir o meu destino...
Vim, que em ti só sei viver,
Só por ti posso morrer.


Amo-te
publicado por Unpredictable às 21:17
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sexta-feira, 10 de Setembro de 2004

Dias de verão



Os dias de verão vastos como um reino
Cintilantes de areia e maré lisa
Os quartos apuram seu fresco de penumbra
Irmão do lírio e da concha é nosso corpo

Tempo é de repouso e festa
O instante é completo como um fruto
Irmão do universo é nosso corpo

O destino torna-se próximo e legível
Enquanto no terraço fitamos o alto enigma familiar dos astros
Que em sua imóvel mobilidade nos conduzem

Como se em tudo aflorasse eternidade

Justa é a forma do nosso corpo
publicado por Unpredictable às 23:06
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 8 de Setembro de 2004

Dia D + 30 meses

Amanhã chega mais um dia especial para nós, o número nove sempre foi o nosso número a partir de 9/03/2002. Esse dia tão longínquo que se preservará para sempre na nossa memória.

Já vencemos muitos obstáculos, divergências, mal entendidos... Mas o mais importante foi o nosso espírito de união, tudo em nome de um amor, construído aos pedaços. Hoje é um amor muito diferente do princípio, muito mais sólido, maduro.

Pode tremer, mas nunca irá ceder.

Obrigado. Amo-te. P.E.
publicado por Unpredictable às 23:18
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2005

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds