.posts recentes

. O REGRESSO.. NOUTRO SÍTIO

. Arquivos

. A Incerteza

. Mimos e Beijos

. 3 Anos

. Esclarecimentos

. Decisões...

. Lene

. Ter-te comigo

. Pequena frase

.arquivos

. Maio 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

Segunda-feira, 2 de Agosto de 2004

Divagações nocturnas

A minha mente divagava, sentia a necessidade de escrever alguma coisa. Escrever sempre me transportou para sítios distantes e impossíveis.

Raramente escrevo no papel as minhas reflexões, porque acho que grande parte delas se perde na transposição para a linguagem escrita. Sinto frequentemente que as palavras apenas se aproximam daquilo que realmente estou a pensar, perco imenso tempo a encontrar os termos correctos.

Não existe tema tão difícil como falar de Amor. Se perguntarem a cem pessoas, de certeza terão uma centena de definições diferentes. Essa definição reflecte a vivência de cada entrevistado e seria abusivo generalizar este importante sentimento.

Escrever sobre o amor serve de pretexto para tentar de alguma forma racionalizá-lo, aplicar-lhe o método científico. A base do amor consiste num complicado processo de operação mental cujo significado nos escapa desde o início da nossa existência.

No fundo, o amor é uma necessidade tão fisiológica como o beber água. Obviamente que nas escala das necessidades se traduzem em prioridades diferentes. Por ter uma forte carga emocional, falar sobre o amor fragiliza as nossas defesas… o chorar é uma delas. Quando estamos apaixonados, o organismo enfrenta uma situação de stress semelhante ao medo que temos de cair numa falésia…
publicado por Unpredictable às 08:37
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Anónimo a 2 de Agosto de 2004 às 19:33
Amor é uma palavra que queima sem se ver, sem querer plagiar em má fama o poeta :) Acho que amar é como viver.. um dia de cada vez, sem medos, com receios mas sempre com vontade de viver. :)Tania
(http://mooncat.blogdrive.com/)
(mailto:mooncat@netcabo.pt)
De Anónimo a 2 de Agosto de 2004 às 12:34
"Se perguntarem a cem pessoas, de certeza terão uma centena de definições diferentes." Existirá alguma do...?JAC
(http://jac.blogs.sapo.pt)
(mailto:jac_blog@sapo.pt)

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2005

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds